PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Menon

São Paulo ofende história construída no Japão

Menon

07/08/2013 09h20

Imaginemos a decepção de um pai japonês, ao redor dos 35 anos, que levou seu filho a ver o São Paulo enfrentar o Kashima. O garoto foi ao campo embalado pelas façanhas de um clube que foi campeão do mundo três vezes no Japão. E o pai estava lá, nas três.

Na primeira, viu Zetti, Vitor, Adílson, Ronaldão, Ronaldo Luiz, Pintado, Cerezo (Dinho), Raí, Cafu, Muller e Palhinha derrotarem o Barcelona de Guardiola e Stoitchkov. No ano seguinte, era quase o mesmo time: Zetti, Cafu, Valber, Ronaldão e André, Doriva, Cerezo, Dinho, Leonardo, Muller, Palhinha e Juninho. Venceu o Milan de Papin e Massaro.

Doze anos depois, foi a vez do Liverpool de Gerrard perder para o São Paulo de Ceni, Fabão, Lugano, Edcarlos , Cicinho, Junior, Mineiro, Josué, Danilo, Aloísio e Amorso.

Nosso garoto imaginário deve ter duvidado do papai. Como é possível um time com uma história maravilhosa dessas desrespeitar as terras japonesas com a escalação que enfrentou o Kashima? Nenhum desses jogadores seria titular em 92, 93 ou 2005.  Não há dinheiro que pague tanto desprestígio, tanta perda de passado, tanta vergonha.

Hoje, o São Paulo vai ao Japão e….perde para japonês. Com direito a tripleta de Osako (quem). Com direito a pênalti perdido.

Deixando o passado de lado, o que sempre é um erro, o que esse São Paulo  mostrou que possa servir de alento? De alento, não de certeza, não de certeza absoluta, deixemos claro.

1) Ganso participativo no segundo tempo, com um gol e um passe decisivo

Mais nada. Nem sei porque coloquei esse número um aí, como se fosse o primeiro item de uma série de muitos.

O que se viu tem muito mais a ver com constatação de infâmia do que prenúncio de esperança.

1) Edson Silva é muito fraco. Com o tamanhão que tem, não se impõe nem pela força física, o que seria fundamental.

2) Wellington está cada vez pior. Marca mal e inexiste no apoio.

3) Silvinho é muito fraco, sem capacidade de driblar e de finalizar.

4) Ademílson é muito fraco, sem capacidade de driblar e de finalizar.

5) Lucas Evangelista, Roni e Lucas Silva ainda são imaturos.

6) Aloísio é um lutador, um cara muito simpático, seria titular na Lusa.

7) Maicon tem jeitão de craque, mas é só o jeitão mesmo. Lento, sem pegada e sem saída de bola.

Bem, vamos parar por aí.

O grande time, que Juvenal destruiu, merece respeito pelo passado. E bulling conta alguém tão indefeso pode dar até prisão.

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Menon