PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Menon

Paulo Nobre espera Luxemburgo para 2014

Menon

29/08/2013 11h47

O presidente Paulo Nobre e o executivo de futebol José Carlos Brunoro gostam muito do trabalho de Vanderlei Luxemburgo e esperam tê-lo no comando da equipe na Série A em 2014. O contrato de Luxemburgo com o Fluminense e o de Gílson Kleina com o Palmeiras terminam em dezembro, o que facilitaria a mudança, sem necessidade de pagamento de multas.

As duras críticas de Paulo Nobre ao time após a derrota por 3 a 0 para o Atlético-PR não apontam para uma demissão. Houve decepção com o que se mostrou em Curitiba, mas não há riscos de o Palmeiras não conseguir o acesso à Série A, o que sempre foi colocado como objetivo de Nobre. Ele nunca exigiu o título, estratégia repetida por jogadores e por Kleina. O treinador chega a dizer que a Série B tem quatro campeões, os que conseguem o acesso. Apenas o volante Wesley disse que o título é obrigação.

E mesmo se ele vier, não significa que Kleina continuará. Ele é muito criticado por ter ambições pequenas, dignas de um treinador de time menor. Quando Kleina pediu a contratação do lateral-direito Yago Pikachu, do Paysandu, não foi atendido. Gentilmente. Quando longe, a ironia foi grande. "Jogador com esse nome não pode jogar no Palmeiras", foi uma frase extremamente repetida entre os diretores do Palmeiras. O pedido por Wanderson, que acertou com a Portuguesa, também causou desconforto. Era o quinto jogador do Mirassol indicado por Kleina, após Cicinho, Fernandinho, Mazinho e Serginho.

Em termos de currículo e de passado no clube, pouca gente pode se equiparar a Luxemburgo. Apenas Felipão. Sob esse aspecto, seria uma troca justa. Os trabalhos recentes em outros clubes, porém, equiparam Luxemburgo a Kleina. Não só em resultados. Será que a contratação do lesionado Fábio Aurélio – praticamente não jogou no Grêmio –  é pior que a de Yago Pikachu. E Cris, que Luxa trouxe da França, joga mais que Vilson, que ele liberou para o Palmeiras?

PS – Um membro da assessoria de imprensa do Palmeiras me telefonou e pediu que colocasse a posição do clube a respeito da nota acima. É a seguinte:

A afirmação de que a diretoria da Sociedade Esportiva Palmeiras espera contratar o técnico Vanderlei Luxemburgo para o ano de 2014 é absolutamente inverídica. O comandante do clube é o Gilson Kleina e não houve, em nenhum momento, qualquer conversa que aponte para o nome de Luxemburgo."

PS 2 – O assessor pediu que não divulgasse se nome

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.