PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Menon

Palmeiras fura retranca e está pronto para o clássico

Menon

30/01/2014 21h15

Vencer o Penapolense por 1 a 0 em casa não é um dos 100 melhores resultados da vida do Palmeiras, mas deve ser comemorado. O adversário fico totalmente na defesa, com quatro volantes e quatro zagueiros desarmando com aplicação e também violência. Heleno exagerou e foi expulso, o que facilitou o serviço para o Palmeiras no segundo tempo.

O que ajudou também foi a entrada de Marquinhos Gabriel. Ele, que havia feito uma boa estreia, com dois passos decisivos os, agora fez o gol da vitória. Três pontos garantidos em um jogo que se limitou a um tenso exercício de ataque contra defesa.

Foi a quarta vitória seguida de um time que mostra bastante solidez na defesa e velocidade no ataque. E pode melhorar com a chegada de Bruno César. Evidentemente, estamos perto de muitos questionamentos à Gilson Kleina. Muita gente vai pedir que Bruno César jogue ao lado de Valdívia. Kleina vai resistir o quanto puder. Manterá dois volantes e Wesley fazendo a transição.

Não importa. Há que se festejar a existência de opções. Pior é quando só se tem onze e eles não agradam.

O Palmeiras 100% tem encontro marcado com o São Paulo 75% no domingo.

E todos aqueles que deteste o Paulistão estarão atentos ao clássico. Talvez até o Paulo André que, fiel às suas ideias, criticou o nível técnico do campeonato que disputa. O baile que levou da garotada do Santos talvez seja o melhor exemplo de mau nível técnico do campeonato até agora.

Voltando ao jogo, será um bom encontro. Alvaro Pereira x Mazinho, Valdivia x Wellington, Lucio x Luís Fabiano.

E, todos nós sabemos que futebol é como pizza: até quando é ruim, é bom.

Que venha o classico

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Menon