PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Menon

#76 Punir o racista Suárez é punir o futebol. Jogo tem só 90 minutos

Menon

26/06/2014 21h38

Prendam Suárez. Torturem Suárez. Arranquem os caninos de Suárez. Obrigue Suárez a ouvir um dueto de Fernanda Takai e Malu Magalhães. Ganhei o concurso? Sim, porque é disso que se trata. A sanha moralista seletiva está no ar. Prende. Arrebenta. E aquela cotovelada de Neymar no croata dois minutos antes do gol de empate?

A Fifa dos tapetes imundos, encobrindo tanta sujeira que mais se parecem com uma jiboia apos almoçar um bezerro, quer justiça. Para ela, o jogo não acaba com 90 minutos. Há um big brother vendo o que o juiz não viu. Então para quê juiz? Então que se puna o juiz. Dois episódios seguidos de Fernanda Young.

Onde vamos parar no culto ao politicamente correto? E se Luis Suárez comemorou a vaga tomando guaraná quente? Ou se foi para um ménage a trois? Quantos jogos?

Suárez é racista. Suárez é mau caráter. Suárez é reincidente. Suárez mordeu Chiellini mesmo que o enorme Mujica diga que não. Merecia ser expulso. Merecia ser punido. Mas a Fifa escalou quatro sopradores de apito que não viram. Oito olhos não viram. Acabou. O jogo acabou. Ou então, não acabará nunca. Em vez de jogadores, levarão juristas aos Mundiais. Os jogos durarão semanas. Serão esquadrinhados frame a frame. Tudo parará na Suprema Corte.

E o futebol, o mais belo esporte, cheio de paixão e contato dará um passo rumo à extinção.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Menon