PUBLICIDADE
Topo

Menon

Carlos Miguel promete Morumbi novo e critica técnicos, atletas e cartolas

Menon

03/09/2014 06h00

O presidente Carlos Miguel Aidar entregará ao Conselho Deliberativo do clube um novo projeto de reformulação do Morumbi. A informação foi prestada em entrevista aos jornalistas Caetano Bedaque e Adonis Alonso, no programa Primeiro Escalão, da All TV. Na entrevista ele criticou o nível dos treinadores brasileiros, prometeu mexer na base do São Paulo e mostrou-se descontente com o desempenho do São Paulo contra times que jogam de forma defensiva. E também criticou o nível dos atuais dirigentes brasileiros.

Abaixo, um resumo da entrevista

NOVO MORUMBI

O estádio foi idealizado em 1950, primeira inauguração em 60 e fechado o terceiro anel em 70. Agora, com o novo modelo padrão Fifa, é necessário pensar em jogos e shows também. Estou tocando pessoalmente um projeto muito ambicioso, mas factível. Vai custar em torno de R$ 560 milhões.

Quero transformar o estádio em uma grande arena, servido pela linha 17 do Metrô. Além da cobertura, vou fazer dois prédios de estacionamento.

Vou levar esse conceito ao Conselho em outubro e pedir permissão para a criação de um fundo imobiliário de captação de recursos, a contratação de uma empresa para construir e explorar o estacionamento e a contratação de uma empresa para explorar os eventos.  Os investidores serão remunerados pela cessão de uso por 20 anos no máximo.

Há ainda uma segunda opção de construir um hotel para ajudar a receber o fluxo de pessoas no Hospital Albert Einstein.

Penso também em duas outras opções para o estádio: Uma é elevar o campo e embaixo construir um shopping. Outra opção é rebaixar o campo para aproximar as arquibancadas. Para isso, é preciso retificar o curso do córrego Antonico, que corre de gol a gol, por baixo do gramado.

O clube não tem dinheiro para fazer isso. A ideia é o fundo captar o dinheiro. O investidor é remunerado com exploração de arenas e estacionamento.

Já temos a construtora definida, conversamos com 12 importantes e definimos por uma, muito sólida e tranquila. Já temos a empresa que vai explorar a arena, precisa dar uma revisitada no antigo contrato. Falta agora achar o gestor do fundo.

É um projeto lindo e só não foi aprovado por questão política e eleitoral.

FESTA DE 80 ANOS

O São Paulo é soberano, não é? Então vamos colocar uma coroa no estádio. Vamos coroar o estádio nessa grande festa.

Conversei com o presidente do Barcelona e o convidei para um jogo aqui, com Messi e Neymar. Mas acho difícil, não existem muitas datas.

TREINADORES

Não estou falando de Muricy, Tite, Abel ou Luxemburgo. Estou falando de modo geral: nossos treinadores estão defasados. Ficam presos a esses esquemas 4-4-2, 4-3-3 e na Copa eu vi atacante marcando em sua área, vi zagueiro marcando no meio campo. Não pode ficar fechado na mesmice. Não conhecemos técnicas modernas.

TIME DO SÃO PAULO

Nosso time tem um grande poderio ofensivo e não consegue furar esquema defensivo de quem forma um bloqueio forte lá atrás. Alguma coisa está errada? Nossos zagueiros estão falhando? Nossos volantes não estão protegendo a zaga? Perdemos sete pontos irrecuperáveis, contra Chapecoense, Coritiba e Goiás. Muito difícil alcançar o Cruzeiro. Precisamos esperar por duas derrotas deles e ainda temos de vencer o confronto direto.

ARRECADAÇAO

Temos três tipos de torcedor. Os sócios do clube em que apenas 45% torce pelo São Paulo. E nem metade frequenta estádio. Os sócios torcedores. E o torcedor que vai ao campo.  Temos média de 30 mil pessoas no estádio. Colocamos ingresso baixo para atender essa turma. Aumentamos com  a chegada do Kaká e vamos amentar de novo no segundo turno, para depois estabilizar. Torcida cresce com títulos. Temos um time atraente, mas se não ganhar título a torcida não cresce.

MARKETING

Quero profissionalizar o clube e o marketing faz parte. Estou procurando um gerente de marketing, o nosso foi para a CBF. Quero trazer gente de fora que ganhe comissão. Vou pagar 20% como as agências. É um trabalho de risco, sem salário fixo.

Não se pode fazer um contrato de camisa para terminar no meio do ano, como fizemos com a Semp Toshiba. Não quero mais marketing pontual. Fizemos porque era necessário fazer. Você ganha R$ 1,5 milhão ou R$ 2 milhões por dois jogos e desvaloriza a marca.

PROFISSIONALIZAÇÃO DO CLUBE

Criei um modelo de gestão. Haverá metas para a diretoria. Pontuação verde para quem cumprir a meta, amarelo para quem chegar perto e vermelho para quem não cumprir. Quem ficar fora da meta dois ou três meses seguidos, ainda não decidi, será trocado. Não dá para ter dirigente que chega ao clube as seis da tarde e trabalha até as sete.

É minha meta para os quatro próximos meses. Profissionalizar o marketing, o amador, tudo. Na minha segunda gestão, quero separar o social do futebol. Duas diretorias diferentes.

INVESTIMENTOS NO TiME

O Alan Kardec custou 5 milhões de euros. O Douglas foi para o Barcelona por 6 milhões de euros e o São Paulo ficou com 3,6 milhões. O Lucas Evangelista foi para a Udinese por 4 milhões de euros e ficamos com 2.4 milhões. Tivemos um lucro de 1 milhão de euros. O Kaká não custou nada e e recebe o mesmo salário do Pabón. O Michel Bastos não custou nada.

ASSOCIAÇÃO DE CLUBES

Os clubes não conseguem datas para amistosos. A CBF coloca jogo até em data-fifa. Ningém faz isso no mundo, só a CBF. Queria criar uma associação de clubes, mas a receptividade foi ruim. Dirigente de hoje só olha o próprio umbigo, não olha o coletivo, não tem sangue nos olhos.

FALTA PROFISSIONALISMO AOS JOGADORES

Outro dia o Ganso levou amarelo porque colocou a mão na bola. Teve outro que foi expulso porque deu pontapé no adversário no chão. Os árbitros são ruins também. Fomos prejudicados, mas não usei de chorume como o presidente do Corinthians.

BASE DO SÃO PAULO

Vou mexer no comando da base do São Paulo. Tem um modelo de paternalismo, cumplicidade e improvisação que atrapalha mudanças que desejo fazer.

Um jogador entra com 13 anos e se não vai para o time de cima quando tem 20, precisa ir para o mercado de trabalho. Precisamos ressarcir um pouco o investimento que fizemos nele. É um trabalho de médio a longo prazo, coisa para três ou seis anos.

NOTA DO BLOGUEIRO ATENÇÃO – A BASE DO SÃO PAUO É COMANDADA POR JUVENAL JUVÊNCIO. A CRIATURA ESTÁ CONTRA O CRIADOR?

DÍVIDAS

O São Paulo está endividado, mas não e por causa dos meus quatro meses de gestão. Já estava quando recebi. É uma significativa dívida bancária, mas não é fiscal. Havia superávit contábil, mas sem dinheiro. Por isso, ordenei um corte de  20% nos gastos assim que assumi.

NOVA FÓRMULA DO BRASILEIRO

A televisão quer manter os dois turnos de pontos corridos e um mata-mata com os oito primeiros. Mas isso vai acarretar mais datas ainda. Vai tirar dos regionais? Sou a favor de um Brasileiro com 16 clubes e um Paulista com 12 clubes. E sou contra o mata-mata.

ROGÉRIO CENI

Ou encerra a carreira em Recife, contra o Sport, ou na final da Sul-americana, se estivermos nela. O marketing, apesar de estar faltando agressividade, vai nos surpreender.

ABAIXO, VEJA O PROGRAMA

O BLOG ESTÁ NO TWITTER

@BLOGDOMENON

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.