PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

David Neres gosta de gols, truco e meninas bonitas

Menon

26/10/2016 11h10

David Neres, criança, ao fundo, em uma festa do Saturno

David Neres, criança, ao fundo, em uma festa do Saturno

Alessandro tem 27 anos e conhece David Neres há 12. Estava no treino do São Paulo e me falou um pouco sobre o garoto.

"A gente jogava no Saturno, de Perus. Eu era do sub-15 e ele era do sub-9. Lembro até hoje do primeiro dia. Entrou em campo com uma camisa enorme, que cobria o corpo dele. Era a dez. E ele já acabou com a molecada. Era briguento demais, mas ninguém parava ele.

O time era do pai dele, que gostava de falar que era craque na Bahia. Um dia, vieram uns parentes e falaram que não lembravam das façanhas dele não. Todo mundo riu.

O David sempre foi muito tímido. Ele não fala com ninguém, só depois de conhecer bastante. Três dias antes dele estrear a gente foi em uma hamburgueria. Apresentei ele para uns amigos e o moleque fechou a boca. Não abriu a boca a noite inteira.

Nós somos de Perus. Eles moravam em um predinho do CDHU. Morava o pai, a mãe, ele, e os irmãos Vinícius, Kimberly e Ana. Agora, ele alugou uma casa melhor, com três quartos. Está no melhor bairro de Perus. A Fabíola, irmã dele que separou do marido foi morar junto. Ela tem um filho de sete anos, mas o moleque não gosta de bola. Só videogame. Nessa idade, o David já era craque. Ah, e ele gosta de jogar truco, nada de videogame.

neresfutsalA gente gosta de zoar o David. A gente chama ele de Feião e ele nem liga. Mas a maré dele está melhorando. Sempre pegou umas minas, mas agora é só modelo. Ele nem vai atrás. Elas ficam chamando ele pelo instagram. O moleque é fera nas redes sociais. Pega o celular e não larga mais. Tá rendendo.

Vê as meninas, convida para sair e fica em casa com elas. Ele não gosta de badalação, gosta de namorar em casa.

Ele não gostava de estudar. Foi expulso da escola porque xingou a professora. Mandou ela, ah deixa pra lá, não vou falar o palavrão. Ficou um pouco afastado do São Paulo. Ficou triste, mas todo mundo sabia que ele ia voltar. Gosta mesmo é de bola.

Não mudou nada com a gente. Continua amigo, hoje ele convidou para gente vir no treino. O moleque é fera. Encara mesmo. O Lucas Fernandes zoava porque ele não tinha pé direito e o moleque treinou tanto que meteu um cruzamento lindo no Fluminense. Meu orgulho é ter jogado com ele no Saturno e também no ALL Inn, um time de futsal. Ele arrebenta ,mano. Se for para a Europa é porque é bola e não por propaganda. Ele não faz isso, não.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Menon