Blog do Menon

Coordenador? São Paulo precisa de gerente em relações humanas. E de lateral

Menon

O presidente Leco está sendo pressionado para contratar um coordenador para o futebol. Mais uma solução mágica. E os nomes citados mostram o desespero.

Muricy nunca foi coordenador. O que ele faria no clube?

Aliás, para que serve um coordenador?

Raí teve uma experiência como coordenador das categorias de base, mas pediu demissão. Não explicou os motivos. E Raí já faz parte do conselho de administração.

Cafu. Ao contrário dos outros dois, não tem um nome intimamente ligado ao clube. Ele participou da farsa de sua falsa transferência para a Espanha, quando já estava acertado para voltar e defender o Palmeiras. Mas, deixando isso de lado, já coordenou o quê?

O que o São Paulo precisa é de alguém que saiba tratar bem os jogadores. Que consiga uma união proveitosa para o clube.

Alguém que:

Tivesse evitado a desastrosa entrevista de Rodrigo Caio.

Que tivesse se antecipado e impedido a resposta de Cueva.

Alguém que não imputasse a Rogério Ceni, o maior ídolo do clube, a pecha de autor de uma ''herança maldita''. Mesmo que fosse verdade.

Alguém que impedisse a humilhação e consequente desvalorização de Lucão. O garoto de 21 anos, que errou muito, futebolisticamente falando,  e ninguém contesta isso, deu uma entrevista dizendo que sairia do clube. Imediatamente foi afastado do elenco. Sua camisa foi passada para Arboleda. E ele, que poderia valer muito, foi parar no Estoril por 2 milhões de dólares. Era preciso ter abafado o caso e esperado por uma transação melhor

Alguém que tivesse tratado com dignidade a renovação do contrato de Lugano. Sem esperar até o último minuto. Ou que não renovasse se não fosse para não jogar.

E, também não é apenas de relações humanas que se fala.

O São Paulo não pode planejar um bom ano e contratar Sidão, Douglas, Edimar, Thomaz, Neílton, Denílson, Marcinho, Maicosuel (não pelo futebol, mas pela contusão), e talvez Aderllan, que nunca joga.

Em vez de coordenador, é preciso contratar bons laterais. Ah, não tem? Deveria ter contratado antes, desde que Dorival pediu.

Agora, é correr atrás, parar com brigas e tentar o que parece fácil, mas que tem sido muito difícil. Se conseguir 50% dos pontos até o final do campeonato (22 pontos) o São Paulo escapa. E, não fazer tanta asnice em 2018.