Blog do Menon

E se fosse na Copa, Fagner?

Menon


Eu sou fã do Fagner. Um lateral firme, que marca muito bem, divide sem medo e que melhorou, com Tite, no apoio. Sempre considerei acertada a sua convocação, mas depois do clássico contra o Santos, fiquei assustado. Bruno Henrique não estará na Copa. Poderia estar se não fosse brasileiro. Caberia em muitas e muitas seleções. E Bruno Henrique deu um baile em Fagner.

E quem estará na Copa? Fiz uma pequena lista com a ajuda de Dassler Capitu Marques e Zé Edgar Teddy Bear Matos.

O belga Hazard, que eu considero o melhor do time.

O alemão Thomas Müller, artilheiro implacável.

Ele, simplesmente ele, Cristiano Ronaldo, que joga no meio ou deslocado pela esquerda.

O espanhol Asensio, uma das grandes revelações do futebol mundial. E Isco.

Os franceses Mbappe e Dembelé, que custaram milhões e milhões ao PSG e Barcelona.

E outros como o argentino Di Maria, o egípcio Salah e o senegalês Mané, que ainda lutam pela vaga.

Logicamente, não há nenhuma certeza de que Fagner sucumbirá a eles. Em 1998, Zé Carlos jogou pelo Brasil contra a Holanda e o Brasil se classificou. Contra Zenden e Bergkamp.

Mas também há riscos. E Copa pode acabar em um jogo só, em um lance único.

E o Danilo está voando no Manchester City.

E eu termino o post sem fazer o trocadilho infame reunindo Fagner e delizes na mesma frase.