Blog do Menon

Timão precisa recuperar valores e conceitos do primeiro turno

Menon

Imaginemos o pior cenário para o Corinthians nos próximos dias: Santos vence Vitória e Sport e Grêmio vence…o Corinthians. Uma hecatombe.

Mesmo assim, o líder teria 58 pontos contra 54 do Santos e 52 do Grêmio. Faltando nove rodadas. Perfeitamente administrável. Ainda teria uma rodada garantida na liderança. Se a hecatombe continuasse.

A simulação do pior cenário corintiano serve para mostrar como a situação atual é mais favorável do que há dez rodadas. Basta administrar a gordura conquistada com tantos méritos.

E como fazer isso? Mudando de estilo? Nem pensar. Nada de tática diferente. Não dá tempo. Nenhum acréscimo técnico. O elenco não permite esse sonho.

A chave para o Corinthians é voltar a cultivar valores fundamentais do primeiro turno. As duas linhas precisam muito da compactação perdida. Jadson e Romero perderam muito da força defensiva que mostravam. As duplas com Arana e Fagner estão falhando.

Tirar Jadson parece uma solução natural. Mas colocar quem? Marquinhos Gabriel para abrir mais? Camacho para fechar mais? Não. Jadson precisa render mais.

A concentração precisa ser retomada. Aquela falha de Fagner é inadmissível para o atual momento.

O terceiro ponto é a recuperação técnica de Rodriguinho, longe do que foi.

O Corinthians precisa de ajustes e não de mudanças. É a forma ideal de garantir o título.

Para o ano que vem, se não mudar, será presa fácil. O time de Carille foi decifrado e não tem grande nível técnico para superar essa deficiência.