PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Menon

São Paulo quis ganhar. E ganhou

Menon

28/10/2017 18h21

O São Paulo precisava vencer para sair do lodo.

O Santos precisava ganhar para chegar perto do céu.
O São Paulo quis ganhar. Muito mais que o Santos. E ganhou.
Ganhou a partir de 25 minutos iniciais de marcação duríssima. Marcos Guilherme, na direita, e Petros ajudavam Militão a encaixotarem Bruno Henrique, o melhor do Santos.
E fez dois gols em contra-ataques, o primeiro com um lançamento lindo de Hernanes e o segundo com uma perfeita linha de passes.
O jogo estava ganho. Deixou de estar após o lindo gol de Alison.
O Santos melhorou muito, também pela mudança de Marcos Guilherme, que passou a jogar pela direita para ajudar Edimar contra quem mesmo?
No segundo tempo, formou-se a dobradinha Lucas Lima/Bruno Henrique. E Militão passou a ser muito mais exigido. Deu conta.
O São Paulo passou a jogar mais recuado e apareceu Jucilei, muito bem. Voltou muito bem da injusta reserva.
O são-paulino se assustou com certa insegurança da sua zaga, assustou-se com seu passado recente, mas, em casa, com calma, vendo novamente o jogo perceberá que o Santos não assustou tanto.
A vitória foi justíssima, principalmente pela primeira metade do primeiro tempo, quando mostrou força anímica, posicionamento e qualidade de alguns jogadores.
Hernanes, Cueva e Jucilei comandaram a vitória. Eles e mais Pratto e Petros manterão o São Paulo na série A. Falta pouco, muito pouco.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Menon