Topo

Histórico

Categorias

Tite, Leila e o dinheiro vindo do ensino pago

Menon

29/01/2018 22h13

Leila Pereira publicou um twitter com Dudu fazendo propaganda da Faculdade das Américas, de sua propriedade. Eu falei que considerava aquilo uma vergonha. Recebi muitas críticas. De todos os tipos. A mais imbecil é que eu persigo o Palmeiras, que tenho inveja da patrocinadora ou que a inveja é porque não fui chamado para a propaganda. Ora, amigos, por que alguém me chamaria para fazer propaganda de alguma coisa? Não sou famoso. E, se fosse, acreditem, não aceitaria. Jornalista, a meu ver, não pode fazer propaganda de nada.

Outros argumentavam que eu estava sendo preconceituoso com Dudu. Não, de jeito algum. O erro, como tentarei mostrar depois, é da Leila Pereira e não do Dudu.

Outra vertente diz que faz parte do contrato de imagem e que tudo é legal. Sim, é legal, nunca disse que não era.

O presidente Paulo Nobre defendeu a Leila. "Se você não sabe filho, escolas já se transformaram em bussiness (sic) faz uns 45 anos. As escolas no Brasil disputam mercado ferozmente. São entidades privadas e que precisam ganhar dinheiro. qualquer ação de mke é válida faz parte do negócio comercial. Simples assim".

Simples assim, concordo. Desde que eu concordasse que ensino é business. Que ensino seja negócio comercial.

Não concordo. Pode até ser assim, mas não acho que deva ser.

Para mim, uma propaganda de ensino privado deveria ser feito mostrando quantos mestres e doutores há no corpo docente. Qual a qualidade dos laboratórios. Como é a inserção no mercado de trabalho. Qual a avaliação do MEC.

Se for assim, que seja feita pelo Dudu, pelo Roberto Carlos ou pela Anitta.

Se não for assim, nem pelo presidente Fernando Henrique Cardoso.

É o que eu acho. Sem querer perseguir ninguém. Aliás, toda torcida se acha perseguida pela "imprensa". Como se existisse apenas uma imprensa, como se todos pensassem de forma igual…

O amigo Fabio Marques (@fabinhomax) me cobrou coerência por não haver feito comentário semelhante quando Tite fez propaganda para a Uninassau. E ele tem razão total. Não me passou o assunto na época.

E digo que a postura de Tite é horrível. O cara é o treinador da seleção, sabe tudo de futebol, está no auge e, além de tudo o que ganha, vai ganhar mais dinheiro ainda recomendando que jovens se matriculem em uma escola que, eu duvido, ele conheça.

É muito pior que a do Dudu porque ele não é obrigado, não está preso a nenhum contrato. O Dudu está.

Mas o Tite é aquele que assinou um texto criticando o Marco Polo del Nero e depois o recebeu com um beijo no rosto. E é aquele que, indo contra o que está escrito no regulamento da CBF, leva o filho para ser seu auxiliar.

Agora, um comercial meu. Vocês podem me criticar, falar mal de mim, mas saibam que o que eu escrevo é o que eu penso. Não tem nada por trás disso. Nem a minha paixão pelo meu time e nenhuma vontade de perseguir o que quer que seja.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL **

 

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Blog do Menon