Blog do Menon

Lucas Lima, a inércia e a alta rotatividade

Menon

Depois de muito tempo no Santos, Lucas Lima corre o risco de inaugurar uma nova fase em sua carreira. Alta rotatividade. Não em campo, mas fora dele. Se não mudar o modo como encara o futebol, vai ficar pulando de time em time.

O Palmeiras tem muito dinheiro e pouca paciência. Tá ruim, troca.

Lucas Lima tem uma postura que é aceita em um centroavante como Borja e ridícula em um meiocampista.

Borja pode jogar por uma bola. Pode ficar ali, perto do gol, esperando uma chance. Fez o gol, está salvo.

Lucas Lima joga por um passe magistral. Só isso. E não pode ser só isso. Precisa correr mais, ajudar mais. Basta olhar para Nenê, do São Paulo. Muito mais participativo.

Ou muda, ou Lucas Lima vai rodar.

E Roger precida arrumar a defesa. Não pode levar um gol de escanteio, como aquele terceiro. É o segundo, também com falha de posicionamento.

Se não mudar, não vai adiantar ter gandula briguento em campo.