Blog do Menon

Guinazu deu sinal verde para Joao Rojas

Menon

Joao Rojas foi uma contratação certeira do São Paulo. Chegou durante a parada da Copa e ganhou a posição que era de Marcos Guilherme. Hoje, é chamado de Everton da direita. Um grande elogio.

Mas, como foi descoberto?

O equatoriano de 29 anos, mesmo tendo participado da Copa de 2014, no Brasil, era um desconhecido no país. Depois de cinco anos no México, chegou ao Talleres de Córdoba.

Fez um bom campeonato, apesar de anotar apenas um gol em 26 jogos. Foi notado por Diego Aguirre, que treinava o San Lorenzo e o indicou ao São Paulo.

A diretoria, então, buscou novas informações. E Ricardo Rocha viu que um dos colegas de Joao Rojas no Talleres era Pablo Guinazu, que teve tanto sucesso no Inter.

Ricardo jogou com Guinazu no Newell's Old Boys em…1998. ele, com 36 anos, já veterano, e Guinazu com 21.

Houve uma ligação telefônica e os elogios a Rojas foram acompanhados de lamentação. Guinazu gostaria que Rojas ficasse para o acompanhar na grande aventura de 2019, quando o Talleres volta à Libertadores após 16 anos.

Guinazu é o grande ídolo do time. Conduziu o Talleres ao acesso e ao quinto lugar do campeonato argentino, que garantiu um lugar na Libertadores.

Rojas foi seu escudeiro. E seu polegar para o alto foi importante para sua chegada ao São Paulo.

Talvez os dois se enfrentem na Libertadores. Guinazu já está lá. O São Paulo pode ir, com ajuda de Rojas.

 



*As opiniões expressas neste blog são de responsabilidade do autor.