Blog do Menon

Helinho, Liziero e Nenê, os melhores

Menon

Não se pode analisar o São Paulo, com cinco treinos, enfrentando um time já em ritmo de competição no campeonato alemão e na Liga da Europa.

Mas, uns pitacos vão bem.

Helinho foi encarador e ''alargou o campo''. Foi melhor que no ano passado.

Liziero deu outra dinâmica ao time, com ótima participação no gol.

Nenê esteve bem. Participativo e com bons passes.

O Eintracht Franckfur foi melhor, mas os gols poderiam ter sido evitados.

Anderson Martins foi o jogador mais fora de ritmo. Lento e errando passes.

Quando Pablo estava em campo, o São Paulo tentava construir jogadas desde a defesa, desde Volpi. Com Diego Souza, o time buscava a ligação direta, a casquinha, desde Jean.

O São Paulo sofreu muito pelo lado direito da defesa. Bruno Peres e Igor erraram nos gols sofridos.

Sábado tem mais.

 

 



*As opiniões expressas neste blog são de responsabilidade do autor.