Topo
Blog do Menon

Blog do Menon

Categorias

Histórico

São Paulo estilo Aguirre foi bem

Menon

2012-01-20T19:17:24

12/01/2019 17h24

André Jardine pretende fazer um São Paulo que tenha domínio do jogo, com muita posse de bola, conseguida através de triangulações e muitos passes curtos. Rifar a bola é proibido. No primeiro tempo contra o Ajax, os conceitos não estiveram presentes. Ele montou um time no 4-4-2, muito compactado e com saídas no contra-ataque. Estilo Diego Aguirre.

O time foi muito bem. O Ajax é que teve posse de bola, mas o São Paulo não sofreu riscos. E fez um lindo gol com a dupla de ataque Hernanes e Pablo. Foi assim que funcionou, pois Everton e Helinho, novamente muito bem, compunham o meio campo. Veio o contra-ataque e Pablo, centroavante móvel, deixou a área e serviu Hernanes. Uma jogada que pode se repetir com Diego Souza. Jardine, porém, não colocou os dois juntos em nenhum momento.

No segundo tempo, o São Paulo também começou jogando no contra-ataque, mas quando começou a colocar os preceitos de André Jardine em prática, ficou claro que será preciso treinar muito. A saída de bola foi um horror. A pressão alta resultou em contra-ataques mortais e dois gols de churrasco.

Brenner foi muito bem. Aberto na esquerda, recebeu bom passe de Leo Pelé e marcou. Teve outra chance com passe de Nenê e perdeu, mas mostrou que pode ser muito útil. Nenê, que foi bem no primeiro jogo, perdeu um gol imperdível. Com cavadinha ou sem cavadinha, precisava ter feito o terceiro gol.

Araruna jogo como volante no primeiro jogo e como lateral no segundo. Mesmo com os reforços, continuará sendo uma opção.

O que eu não entendi foi a substituição de Diego Souza, que se machucou. Jardine colocou Everton Felipe e trouxe Brenner para o meio. Poderia ter mantido o garoto na esquerda e colocado Trellez. Ou ter feito o deslocamento para o meio com a entrada de Gonzalo Carneiro. O uruguaio está contundido e não pode jogar? O que parece claro é que Trellez está descartado. Como Edimar.

Também achei errada a entrada de Biro Biro. Ele só poderá jogar daqui a 15 dias. Necessário testá-lo agora?

Depois de dois jogos e muitas experiências, me parece claro que Jardine, além de colocar seus conceitos em campo, precisa urgentemente resolver um problema crônico do São Paulo: os problemas defensivos pelo lado direito do campo. Os dois pênaltis foram cometidos ali. E os outros quatro gols também. Ou resolve ou vai sofrer muito.

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Mais Blog do Menon