Topo
Blog do Menon

Blog do Menon

Categorias

Histórico

Seleção feminina goleia a masculina

Menon

2010-06-20T19:13:46

10/06/2019 13h46

Não, não faço comparações técnicas entre as seleções brasileiras de futebol. Considero um desserviço a estas valorosas atletas que estão conseguindo somente agora o respeito que todo trabalhador merece. Estão conseguindo o mínimo do mínimo: um local (campeonatos) para exercer sua profissão em seu país.

E os resultados mostram uma superioridade masculina, quando o assunto é desempenho.

Falo do amor da população. Algo importantíssimo para um atleta. Elas não tem dinheiro, não tem campeonato, não têm títulos, mas o povão está com elas.

É uma empatia gerada por tudo que elas não tem e por tudo que eles tem e estão jogando há tempos pela janela.

A seleção brasileira masculina é desrespeitada pelos jogadores e desrespeita a torcida. O auge da falta de compromisso foi em 2006, com os Ronaldos à frente e continuou até hoje com a neymarsubserviencia.

Sob o comando de Tite, a seleção se tornou um apêndice de Neymar e sua maneira irresponsável de ser. A suspeita de sonegação do fisco espanhol, a expulsão na Copa América, o papelão na Copa, o tratamento supervip dado ao pai e falta de resultados.

O Menino  Ney.

E a seleção, desrespeitada por Neymar, desrespeita o povão. Não joga por aqui. Está sempre na Europa. Não tem jogadores com raízes no Brasil.

E a resposta veio do Sul. Um público baixíssimo, menos de 17 mil pessoas para ver um rachão.

Entre quem tudo tem e nada dá e quem nada tem e nada dá, a escolha está feita. A grande maioria da população ficaria mais feliz com uma vitória do futebol feminino do que do masculino.

A conta chegou.

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Mais Blog do Menon