Topo
Blog do Menon

Blog do Menon

Categorias

Histórico

Com Tite, seleção não ganha o hexa. Deveria sair

Menon

05/07/2019 17h13

Eu acho que o Brasil vai:

1) Ganhar a Copa América.

2) Invicto e sem sofrer gols.

3) Com um novo time, sem Neymar.

Três grandes méritos de Tite.

Mesmo assim, acho que ele deve deixar a Seleção.

Com Tite, o Brasil não ganha o hexa.

Se ficar, ele vai conseguir a classificação para a Copa do Qatar. Como todos os outros treinadores que o precederam. Como Dunga conseguiria, mesmo com seu péssimo trabalho.

Por que, então, defendo a saída de Tite?

Duas explicações:

1) Defendo sua saída desde o final da Copa.

2) Eu o considero um dos melhores do Brasil. Talvez o melhor.

Bem, para continuar a análise, imaginemos que ele seja o melhor.

E quem é o quinquagésimo melhor treinador do Brasil?

Procurei o treinador que dirige o décimo colocado na Série C. Como a Série A tem 20 técnicos e a Série B, outros 20, ele seria o 50°. Apenas um exercício, pois há treinadores sem emprego, como Abel.

Bem, o nome dele é Toninho Andrade.

E se Toninho Andrade tivesse sido o treinador do Brasil na Copa da Rússia?

Teria chegado ao mesmo lugar que Tite chegou. Ao mesmo.

Na primeira fase, teria se classificado no grupo que tinha Costa Rica, Suíça e Sérvia. Talvez passasse menos sufoco contra a Costa Rica. Mais, impossível.

E depois?

Passaria pelo México, nosso grande freguês.

Contra a Bélgica, seria surpreendido como Tite foi. Possivelmente, não conseguiria reagir no segundo tempo, como Tite conseguiu. Mas, como não foi o suficiente…

Tite foi muito mal na Copa. Muito mal. Levou Fred sem condições físicas de atuar. Levou Taison sem condições técnicas de atuar…

Não deveria ter continuado. O que pesou a seu favor foi a ótima campanha nas Eliminatórias.

E, mais importante, o que seus antecessores fizeram. Dunga, muito mal e Felipão, 7 x 1.

Mas, vejam bem. Apesar do 7 x 1, o Brasil de Felipão foi mais longe. E a seleção de Dunga, em 2010, jogou melhor que a de Tite em 2018.

Tite teve pior desempenho e pior resultado que os antecessores.

E o que garante que vai mudar? Nada.

Tite terá um comportamento de superior diante de Neymar, ou continuará refém dos desejos da família?

Tite vai continuar com o filho, que tem currículo ruim?

Tite vai conseguir se desfazer de jogadores que estarão perto dos 40 anos em 2022?

E, principalmente, Tite abrirá a seleção a jogadores de qualidade que não se adaptam ao seu modelo? Terá a capacidade de entender que um bom atacante pode entrar em campo e ser uma surpresa?

Não vejo como possa mudar.

Ah, outra coisa! Já pensou ir ao cinema e, antes do filme, ficar vendo propaganda com Tite e seu palavreado de autoajuda?

 

 

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Mais Blog do Menon