PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Igor Gomes, bom de bola e corajoso, pede passagem

Menon

27/10/2019 18h26

O São  Paulo precisou de onze minutos de bom futebol para vencer o Galo e se manter em quarto lugar, cinco pontos à frente de Inter e Corinthians. E cinco do Grêmio, que, após a eliminação na Libertadores, vai acelerar fundo.

Foram onze minutos marcados pelo bom futebol de Igor Gomes. Ele teve sua primeira chance como titular desde 22 de maio, quando o São Paulo perdeu em casa para o Bahia, pela Copa do Brasil.

Primeiro, o gol. Uma jogada que teve tudo o que faltou no primeiro tempo. Antony foi até a linha de fundo e cruzou para trás. Gomes chegou na área e marcou. Muito parecido com o gol contra o Fortaleza.

O primeiro tempo do São Paulo foi fraco, justamente pela faltas deste tipo de jogada. Faltava transição pelo meio (Gomes e Liziero falharam) e profundidade, com Antony e Vitor Bueno.

Depois do gol, o passe. Lançamento de Igor Gomes para a finalização de Vitor Bueno, com o pé esquerdo. Jogada linda, que destrói sistemas defensivos.

Depois, com 2 x 0, ficou fácil. O São Paulo tem um sistema defensivo muito forte e sofreu apenas 17 gols em 27 rodadas. Não levaria dois em 30 minutos.

E muito do mérito aí, é da dupla Arboleda, perfeito, e Bruno Alves.

Mas o cara do jogo foi Igor Gomes. Garoto bom de bola na base, como Helinho e Shaylon. Só que com muita personalidade.

Tem futuro, mas tem presente também. Tem cara e coragem.

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Menon