PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

São Paulo só depende de si. Aí mora o perigo

Menon

28/11/2019 04h49

Basta vencer o Vasco, hoje no Morumbi, para o São Paulo ficar muito perto da última vaga para a fase de grupo da Libertadores-20.

Ele ficará com 57 pontos e 15 vitorias.

O Corinthians terá 53 pontos e 13 vitórias.

O Inter? 51 pontos e 14 vitórias.

O São Paulo jogará ainda com Grêmio (f), Inter (c) e CSA (f).

O Corinthians terá Galo (f), Ceará (f) e Fluminense (c).

O Inter joga ainda com Botafogo (f), São Paulo (f) e Galo (c).

Resumo: quatro pontos de vantagem e nove a disputar. Confronto direto com o Inter em casa e fecha o ano contra o CSA rebaixado.

A vaga estará nas mãos.

Aí, mora o perigo.

Quem garante que os jogadores do São Paulo entrarão em campo contra o Vasco e atuarão de acordo com a importância que o jogo merece?

É uma final.

E quem confia no São Paulo?

Em momentos decisivos, ainda com Cuca, perdeu para o Goiás e empatou com o CSA. Em casa.

E, já com Fernando Diniz, também em período decisivo, o que fez? Perdeu para Fluminense e Athletico-PR, também no Morumbi.

É um conjunto de jogadores reunidos sob o signo da indiferença e da falta de competitividade.

Não dá para confiar.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Menon