PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Argel e Ceará, unidos contra a ética

Menon

29/11/2019 13h45

Ceará Sporting Clube e Argélico Fucks deram uma demonstração explícita da falta de ética que teve o futebol brasileiro.

Depois de uma vitória heróica sobre o Cruzeiro, o que deixou o CSA ainda com chances de manutenção na Série A, Argélico pediu demissão e assumiu o Ceará.

Assumiu um clube que pode rebaixar aquele que era dirigido por ele.

Imaginem a cena no vestiário. Jogadores se abraçando, emocionados, sonhando com novas vitórias. Abraçam o treinador e dizem agora ninguém segura, vamos juntos, professor.

Não vamos. Já pedi demissão. Em vez de lutar com vocês, vou lutar contra vocês.

É preciso ser muito mercenário. E o Ceará, que não respeita um outro clube?

Argélico e Ceará, uma boa dupla. Unidos sob o signo do "farinha pouca, meu pirão primeiro".

Argélico não pode mais reclamar – nunca mais – de demissão.

Ceará não pode – nunca mais – reclamar se um treinador cair fora, em busca de não sei o quê.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Menon