Topo

Histórico

Categorias

Fernando Diniz está perdido. O São Paulo também

Menon

01/12/2019 21h20

Helinho apareceu no ano passado como uma das grandes promessas da base do São Paulo. Muito tímido e muito frágil fisicamente, não confirmou (ainda?) o que se esperava dele.

Foi decaindo bastante, até que Fernando Diniz o rebaixou para o sub-20. Ficou alguns jogos, não brilhou e voltou para o time profissional.

E, contra o Grêmio, com 3 x 0 contra, Fernando Diniz o coloca em campo. Qual o sentido? Qual a coerência? Colocou também Gabriel Sara, outro garoto.

Só pode ser um recado: Hernanes e Pato não jogam mais comigo. Sim, o Pato que Diniz acha que deveria ter jogado três Copas do Mundo.

Difícil entender.

E tem mais.

Com Diniz, o São Paulo faz jogos desastrosos, em todos os sentidos. Palmeiras, Cruzeiro, Fluminense, Furacão e agora, o Grêmio. Cinco derrotas. Onze gols sofridos e nenhum marcado.

E ele, o quê fala? Antes da entrada em campo contra o Grêmio, pediu mais sorte nas finalizações.

Explicação ridícula.

Sorte é ganhar na loteria.

O São Paulo vai ficar com a quarta vaga?

Tudo indica que sim.

Basta vencer o Inter.

Basta empatar com o Inter e vencer o CSA.

Basta empatar com o Inter e com o CSA e esperar que o Corinthians não ganhe as duas.

Opções fáceis.

O São Paulo vai ficar com a quarta vaga?

Difícil. É um time frouxo e mal treinado.

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Blog do Menon