PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Porcoíris, a voz LGBT do palmeirense

Menon

12/12/2019 10h56

A comunidade LGBT que torce para o Palmeiras agora tem um canal para se expressar. É a conta @porcoiris no twitter.

Tomara que torcedores de outros times também busquem uma forma de expressão.

O blog conversou com o @porcoiris. Leia, abaixo.

Porcoíris nasceu a partir de uma constatação de que sempre que um LGBT se manifesta pedindo inclusão, há perseguição, ameaça e humilhação.

No twitter, pretendemos ser essa voz que conta a paixão palestrina LGBT com o carinho que merece!

Também é mote nosso não descansar enquanto o Palmeiras não promover a inclusão LGBT verdadeiramente!

E essa inclusão, na nossa visão, é de que o clube faça posts mostrando casais e torcedores LGBT que amam o clube tanto quanto qualquer outro torcedor.

Pretendemos dar o exemplo ao clube e contar as história sque o palmeirense LGBT tem de amor pelo clube para, através da inclusão, mostrar que todos somos igualmente apaixonados pelo Palmeiras e que futebol é para todos.

E acreditamos que, ao sermos abraçados verdadeiramente pelo Palmeiras, o torcedor homofóbico não terá o espaço pra dizer a qualquer palmeirense LGBT que deve torcer para outro clube por ser LGBT.

E, mesmo que ainda falem, com o clube mostrando orgulho de todos os torcedores LGBTs ao seu lado, ninguém se sentirá excluído.

E também queremos levantar o debate sobre o apoio a jovens talentos LGBTs em categorias de base, claro.

Ah, faltou dizer também que pretendemos ser como a máscara do Zorro!
Um meio para todo palmeirense LGBT fazer sua denúncia de homofobia, claro.

Por isso a importância de nosso anonimato.

 

Sobre o Autor

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar.Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

Menon