Blog do Menon

Arquivo : copa do brasil

Copa do Brasil, traiçoeira, demite Oswaldo e ameaça mais gente
Comentários Comente

Menon

O empate contra o Atlético Acreano classificou o Atlético Mineiro para a segunda fase da C0pa do Brasil e ajudou a demitir o treinador Oswaldo de Oliveira. Não foi o único motivo, é lógico, mas empatar com um time do Acre tem o poder de derrubar técnicos.

Pode-se dizer que Oswaldo já vinha mal no Mineiro, com apenas oito pontos conquistados em cinco jogos. Sim, é verdade, mas uma vitória convincente em Rio Branco lhe daria uma trégua.

Pode-se dizer que Oswaldo caiu por conta do chilique contra o repórter Léo Gomide. Sim, mas não haveria chilique em caso de vitória convincente. Oswaldo estaria mais tranquilo e saberia responder o que considerou perseguição e eu vi como ótimas perguntas.

O ponto é que a Copa do Brasil, apesar de trazer rivais desconhecidos, não é refresco para ninguém. O atleticano que pensou assim: estamos mal no Mineiro, mas vamos lá no Acre, goleamos e ganhamos tranquilidade para o final do ano, está sem técnico agora.

Em sua primeira fase, foram 40 jogos. O time mais bem classificado no ranking da CBF atuaria como visitante. Bastaria um empate para a classificação. Dez deles foram derrotados, o que significa 2o%. O Botafogo é o maior exemplo. E outros 13 se classificaram com um empate, o que significa 32,5%, entre eles o Galo. E 17 clubes, 47,5% conseguiram a vaga com uma vitória fora de casa. Menos da metade.

E, se formos mais longe um pouco, 12 das 17 vitórias fora de casa foram conseguidas com apenas um gol de vantagem. Foi fácil apenas para Remo, CRB, Vitória, Botafogo da Paraíba e Figueirense.

E a segunda fase é ainda mais complicada. O empate não garante mais a classificação do visitante. Se ele ocorrer, haverá a sempre emocionante e agradável (quando não é com o nosso time) disputa por pênaltis. O Inter, que visita o Remo e o São Paulo que vai a Alagoas encarar o CSA e o Galo, que definirá sua sorte contra o Botafogo, na Paraíba, que abram o olho.


Paulistas estão próximos da semifinal. Flu e Grêmio na briga
Comentários Comente

Menon

Na semana que vem, os três times paulistas entrarão em campo classificados para as semifinais da Copa do Brasil. Se os jogos terminarem 0 a 0, garantirão a vaga.

A maior vitória foi a do São Paulo, que dominou o Vasco o tempo todos. Pato fez dois gols muito bonitos. Uma bomba de fora da área e uma finalização com grande técnica, embora o goleiro estivesse caído. Luís Fabiano manteve sua toada de matador em marcha batida para a aposentadoria. Um gol de peixinho e saída com contusão na costela.

Depois de sua saída, o Vasco pressionou, em busca de um gol que lhe desse um mínimo de esperança de vida na Copa do Brasil. Foi impedido por uma bela defesa de Ceni no final e pela constante boa atuação de Breno.

O Santos venceu o Figueirense no Sul. Resultado até normal, mas não esqueçamos que o Galo foi eliminado pelos catarinenses. O árbitro anulou corretamente dois gols de Gabriel, impedido em ambos os lances, e apitou um pênalti em um lance em que não vi falta.

O Palmeiras empatou e poderia ter vencido. Não foi marcado um pênalti em Gabriel Jesus. Rafael Marques foi o destaque verde.

O Maracanã viu um jogo esquecível entre Fluminense e Grêmio. O lance lembrado será o agarrão de Fred em Erazo, rasgando a camisa do equatoriano.

 

 


Semifinal aponta para um Sansão. E talvez um Grenal
Comentários Comente

Menon

O sorteio da Copa do Brasil distribuiu facilidades para São Paulo e Santos. Deixemos o politicamente correto de lado para dizer que os dois paulistas pegaram os adversários mais fáceis, por mais belo que seja o passado do Vasco e por mais honrosa que tenha sido a passagem do Figueirense pelo Galo.

O Vasco foi valente e eliminou o grande rival Flamengo, jogará todas as forças nessa competição, mas a verdade é que os são-paulinos têm o que comemorar. É um adversário fraco e que pode servir para a melhoria do time, que passou vexame contra o Ceará.

O Santos está infernal com o quarteto Lucas Lima, Gabigol, Ricardo Oliveira e Geuvânio. Gabriel pode sair agora, o que debilitaria o time da Vila, mas mesmo assim, é o favorito.

Palmeiras e Inter farão um duelo interessante. O primeiro está em ascendência. Já o segundo vem em um momento bem irregular.

Grêmio e Fluminense devem fazer o duelo mais equilibrado.

A sorte está lançada. É uma grande competição.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>